PT cria sub-holding global para as comunicações móveis

No âmbito do processo de reorganização da Portugal Telecom, a PT decidiu criar uma sub-holding para o negócio das comunicações móveis, que deverá designar-se por PT Móveis.

«Lisboa, Portugal, 5 de Maio de 2000 – No âmbito do processo de reorganização da Portugal Telecom (BVL: PTCO.IN; NYSE: PT), a PT decidiu criar uma sub-holding para o negócio das comunicações móveis, que deverá designar-se por PT Móveis. Esta sub-holding configurará um grupo global de negócios móveis, passando a deter os activos da Portugal Telecom em todas as empresas de serviços móveis em Portugal e no estrangeiro, nomeadamente as participações da PT na TMN, na Telesp Celular e CRT Celular (Brasil), Medi Telecom (Marrocos) e Mascom (Botswana). A PT Móveis será o veículo preferencial para participação do Grupo PT em concursos para obtenção de licenças móveis, nomeadamente nos consórcios eventualmente a serem constituídos no domínio da terceira geração (UMTS). Não estando prevista desde já a abertura do capital em bolsa da nova sociedade, a PT considera a possibilidade de vir a efectuar tal operação, se concluir ser importante para a criação de valor accionista. A PT Móveis terá um Conselho de Administração constituído por três a cinco elementos e um Conselho Executivo de três membros que serão presididos pelo Engº Iriarte Esteves, que exercerá essas funções em acumulação com as de CEO da TMN que actualmente exerce. O Presidente da Portugal Telecom, Dr. Murteira Nabo declarou que “este é mais um passo decisivo para o crescimento, a consolidação e a globalização dos negócios da PT, através da exploração de novas oportunidades em Portugal e no estrangeiro, ao mesmo tempo que permite aproveitar ao máximo as sinergias entre empresas com idênticos negócios, neste caso, comunicações móveis. A criação da PT Móveis é uma acção coerente com o modelo de governance recentemente aprovado para o Grupo PT, visando a maximização do valor para os accionistas do Grupo e a manutenção do posicionamento firme no mercado de telecomunicações para vencer os desafios do futuro, perspectiva em que o Grupo PT se coloca permanentemente”. A PT detém um know how assinalável na área dos móveis e é lider nos mercados onde actua, designadamente Portugal, S. Paulo (Brasil) e Botswana. As receitas dos serviços móveis representaram já cerca de 31% das receitas consolidadas da PT no final do primeiro trimestre de 2000. As operações móveis da PT abrangem uma população 86 milhões de habitantes e o número de clientes cifra-se actualmente em cerca de 6,5 milhões, tendo este último crescido nos últimos três anos cerca de 400%. No final do 1º trimestre, o número de clientes móveis ultrapassava os da rede fixa, representando os primeiros já cerca de 53% do total de clientes da PT. A performance das empresas do sector móvel da PT tem sido assinalável, sendo esta uma das áreas mais dinâmicas das telecomunicações, nomeadamente no que diz respeito à transmissão de dados, acesso à internet e comércio electrónico.»