• Início
  • Tecnologia
  • PT nomeia Francisco Padinha como CEO da joint venture com a Telefónica no Brasil

PT nomeia Francisco Padinha como CEO da joint venture com a Telefónica no Brasil

A PT anunciou a nomeação do Engº Francisco Padinha como CEO da Joint Venture recentemente estabelecida com a Telefónica para a criação no Brasil do maior operador móvel com cerca de 10 milhões de clientes.

Lisboa, Portugal, 23 de Abril de 2000 – A Portugal Telecom, SGPS, S.A. (BVLP: PTCO.IN; NYSE: PT) anunciou hoje a nomeação do Engº Francisco Padinha como Chief Executive Officer (CEO) da Joint Venture (JV) recentemente estabelecida com a Telefónica para a criação no Brasil do maior operador móvel com cerca de 10 milhões de clientes. Francisco Padinha integra os quadros da PT há 32 anos tendo ocupado várias posições no Grupo. Francisco Padinha exercia funções de CEO da PT Prime, SGPS, S.A., a empresa do Grupo para os negócios de dados, soluções empresarias e comércio electrónico para o segmento de grandes clientes. A PT Prime opera já no Brasil, através da PrimeSys, tendo recentemente adquirido a BUS (rede de dados do Banco Bradesco e Unibanco) e desenvolve igualmente actividades de comercio electrónico B2B. Francisco Padinha foi membro das Comissões Executivas da Portugal Telecom e das empresas que a antecederam entre 1992 e 2000, sendo actualmente membro do Conselho de Administração da Portugal Telecom. A JV, que está ainda dependente da aprovação do regulador brasileiro (ANATEL), irá reunir todos os activos móveis da PT e Telefónica no Brasil, abrangendo cerca de 10 milhões de clientes e constituindo assim o maior operador móvel da América Latina. A JV irá operar em áreas que representam mais de 70% do PIB total do Brasil, com quotas de mercado superiores a 60% nessas áreas. A Joint Venture integrará os activos da Portugal Telecom (Telesp Celular em São Paulo e Global Telecom em Santa Catarina e Paraná) e os da Telefónica Móviles (Tele Sudeste Celular no Rio de Janeiro e Espírito Santo, CRT Celular no Rio Grande do Sul, bem como a Tele Leste Celular na Bahia e Sergipe, neste último caso ainda sujeita à aprovação dos parceiros). A JV será uma empresa operacional e terá um Conselho de Administração composto por seis membros. O CEO da equipa operacional será Francisco Padinha, sendo que a Telefónica nomeará em breve o CFO. Esta parceria irá criar o maior operador móvel do Brasil e o consolidador natural neste mercado. A JV irá desenvolver um plano de negócios agressivo, centrado na obtenção de quota de mercado, no crescimento da base de clientes e na liderança no lançamento de novos serviços, como a transmissão de dados e o acesso à internet. A dimensão da JV assegurará o reforço da sua liderança do mercado e criará mais valor para os seus accionistas.