PT pagou 10 milhões a ex-gestores

DN revela indemnizações.

Miguel Horta e Costa, Carlos Vasconcellos Cruz, Iriarte Esteves e Paulo Fernandes, ex-administradores executivos da PT, receberam 9,7 milhões de euros pela não renovação do mandato no ano passado, de acordo com o jornal.

O diário aponta que a informação, avançada no relatório e contas da PT, não discrimina o valor que coube a cada gestor, «mas presume-se que o presidente executivo, Horta e Costa, tenha recebido mais. Dividindo o montante total pelos quatro gestores o resultado dá 2,4 milhões de euros a cada».

O valor total das indemnizações pagas pela PT ascendeu a 10,672 milhões de euros, para além do ordenado correspondente aos meses em que desempenharam cargos em 2006.

Esse total inclui 967 mil euros atribuídos ao presidente não executivo, Ernâni Lopes. O seu mandato não foi renovado e, na actual administração, nomeada para o triénio 2006 a 2008, Henrique Granadeiro acumula a presidência executiva e não executiva.