Redes móveis crescem em África

30 milhões de utilizadores até ao final do ano segundo a UIT

Um relatório recentemente publicado pela International Telecommunication Union (ITU) sobre a situação das telecomunicações em África revela que até ao final de ano o continente deverá ter 30 milhões de pessoas a utilizar as redes móveis, o que constitui uma taxa de penetração muito elevada por proporção com a cobertura registada pelas linhas fixas.

Desde 1998, por conseguinte, o número de subscritores africanos de redes móveis aumentou 15 vezes tendo iniciado operação 36 novos operadores entre Janeiro de 2000 e Junho de 2001, aproveitando o facto da economia africana ter crescido em média quatro porcento.

Presentemente restam apenas quatro países africanos onde a presença de redes móveis não se faz sentir, número que contrasta com os 28 que não beneficiavam do serviço em 1995.