Redução do tráfego nos serviços de Audiotexto

O número de chamadas telefónicas realizadas para serviços de Audiotexto decresceu 55% entre o segundo e o terceiro trimestres do ano.

«O número de chamadas telefónicas realizadas para serviços de Audiotexto decresceu 55% entre o segundo e o terceiro trimestres do ano. Segundo os dados estatísticos recolhidos pelo Instituto das Comunicações de Portugal (ICP), entre Setembro deste ano e o mesmo mês do ano passado o tráfego gerado por estes serviços decresceu em 60%. O valor das receitas decresceu 6% entre o segundo e o terceiro trimestres deste ano e 28% entre o terceiro trimestre e igual período de 1998. Em números absolutos, a receita média por chamada rondou os 1.510 escudos, o que representa um aumento de 110% face a Junho e de 80% face a Setembro do ano passado. Em Setembro de 1999, existiam em Portugal 53 prestadores de Serviços de Audiotexto, dos quais 42 encontravam-se em actividade. Os serviços de audiotexto encontram-se identificados, em conformidade com o Plano Nacional de Numeração, com os seguintes prefixos: 601 – Serviços de Audiotexto em Geral; 607 – Serviços de Televoto; 608 – Serviços de Vendas; 646 – Serviços de Concursos e Passatempos; 648 – Serviços Eróticos.»