Skip to main content

Samsung assume que fornecedores na China violam leis laborais

Samsung assume que algumas das fábricas dos seus fornecedores da China violam leis laborais e anunciou tomar medidas para resolver situação.

Várias fábricas de fornecedores da Samsung, na China, foram acusadas de recorrer a mão-de-obra infantil – acusação essa que a gigante sul-coreana já terá, entretanto, deitado por terra. A Samsung admitiu, contudo, ter detectado várias irregularidades após ter realizado uma auditoria interna a várias empresas.

De acordo com as informações avançadas pela Bloomberg, vários dos fornecedores da Samsung  não respeitam as leis laborais em vigor e obrigam os seus funcionários a trabalhar mais do que o que está estipulado na lei – ao todo são 115 os parceiros da Samsung que multam os trabalhadores por chegarem atrasados ou faltarem.

Samsung assume que fornecedores na China violam leis laborais

Foi em Setembro deste ano que a organização China Labor Watch divulgou uma série de ‘abusos graves’ que tiveram/têm lugar em várias fábricas detidas por fornecedores da Samsung, acusações que motivaram a gigante sul-coreana a realizar uma série de audições internas e a tomar medidas para resolver o problema. A Samsung já assegurou que se preocupa seriamente com as condições de trabalho na China, segundo citou o Jornal de Notícias, e prometeu que até ao final de 2014 a empresa conta resolver questões como o número de horas de trabalho extraordinário.

O que acham os leitores? Acham que a Samsung tem, de facto, responsabilidade pelas condições de trabalho dos funcionários dos seus fornecedores? Deixem-nos o vosso feedback!