• Início
  • Tecnologia
  • Sapir – o projecto que vai identificar pessoas e locais online

Sapir – o projecto que vai identificar pessoas e locais online

E se identificar um lugar fosse tão fácil como enviar ou analisar uma fotografia digital? Tudo isto será brevemente possível, graças à tecnologia produzida pelo projecto da União Europeia, conduzido pela IBM Research.

A IBM anunciou esta quinta-feira, em comunicado, o desenvolvimento de um motor analítico, em colaboração com um Consórcio da União Europeia de investigadores, que permite a identificação de vídeos, imagens e música que correspondam a ficheiros multimédia que existam na Internet. O consórcio desenvolveu uma tecnologia Web chamada SAPIR (Search in Audio visual content using peer-to-peer Information Retrieval) que consegue analisar e identificar colecções de pixeis de conteúdos áudio-visuais em grande escala. Por exemplo, consegue analisar uma fotografia digitalizada ou uma sequências de bits num ficheiro electrónico de som ¿ mesmo que não tenham sido marcados ou indexados com informação descritiva. Os ficheiros multimédia identificados são automaticamente indexados e hierarquizados para facilitar a sua recuperação. O universo das possibilidades Conforme refere o cientista da IBM Research, Yosi Mass, «o SAPIR é um potencial game-changer quando se trata de ter escalabilidade na pesquisa e nas análises», acrescentando que «faz uma aproximação ao problema de uma perspectiva fundamentalmente diferente e abre um universo de novas possibilidades para utilizar a multimédia para analisar o vasto mundo visual e auditivo em que vivemos actualmente». O SAPIR consegue indexar e permite a capacidade de mudança através de colecções de milhões de itens multimédia ao extrair as definições básicas de fotografias ou vídeos, incluindo cor, layout, formas ou sons. Por exemplo, se um turista utiliza o seu telefone móvel para fotografar uma estátua, o SAPIR identifica as definições básicas, compara-as com as fotografias existentes e ajuda a identificar a estátua. Veja aqui: http://www.sapir.eu/