Sempre quisemos ser como o Homem-Aranha

E se ainda não nos podemos colar a todas as superfícies, pelo menos já podemos experimentar o Spider Sense, ou o Sentido-Aranha. Como? Venham saber.

Há por aqui fãs do Homem-Aranha? Se sim, fiquem a saber que Victor Mateevitsi, um estudante em doutoramento na Universidade de Illinois em Chicago, está a desenvolver um fato que atribui um sexto-sentido que servirá para alertar seus utilizadores contra objectos em movimento ou que possam ir ao seu encontro. É uma ideia familiar? Se sim, é porque recorda o Spider Sense – ou o Sentido-Aranha – do super-herói da Marvel.

Tal como o sentido-aranha de Peter Parker o alertava para um perigo eminente, também o fato de Mateevitsi permite obter informações sobre o ambiente em redor dos seus utilizadores. Como? Com recurso a microfones que enviam e recebem ondas ultrassónicas. As ondas batem e reflectem nos objectos em nosso redor e, caso detetem algo a aproximar-se, exercem pressão na área do corpo mais próxima do objecto, alertando o utilizador.

Sempre quisemos ser como o Homem-Aranha

O fato já se encontra a ser testado em alunos da Universidade de Illinois e os resultados estão a ser bastante positivos: 95% das vezes eles sentem de facto algo a aproximar-se, refere Mateevitsi. Os testes implicam que os estudantes sejam vendados e que atirem uma estrela de cartão – semelhante aos shurikens dos ninjas – na direcção do objecto que se aproxima. Esperam-se mais novidades para Março, durante a quarta edição da Conferência Internacional de Realidade Aumentada, na Alemanha.

Que género de implicações vêem para um projecto destes? Deixem-nos o vosso feedback!

Sempre quisemos ser como o Homem-Aranha