Skip to main content

Siemens bate recorde com dados

Transferência por móvel atingiu 1 Gbps.

A transmissão a 1 Gbps, recorde mundial que obtido nos laboratórios de investigação da multinacional, equivale aproximadamente à transmissão de quase 6.800 páginas de jornal cheias de texto num segundo.

Em comunicado, a Siemens assinala que as mais rápidas velocidades de comunicação de dados actualmente conseguidas entre as redes WLAN e terminais móveis são da ordem dos 50 megabits por segundo (Mbps), 20 vezes inferior ao agora conseguido nos laboratórios da empresa.

A multinacional alemã adianta que aquela velocidade de transmissão foi alcançada com um «sistema inteligente de antenas», que incluiu três antenas transmissoras e quatro antenas receptoras, que utilizavam a tecnologia OFDM (Orthogonal Frequency Division Multiplexing). Os investigadores assinalam que estas tecnologias têm grande potencial para as comunicações W-CDMA (de terceira geração móvel).

A Siemens antecipa que, na próxima geração de telecomunicações móveis, a qual espera que comece em 2015, as velocidades de comunicações de voz, dados, imagem e multimédia deverão multiplicar-se por 10, numa previsão prudente.

Os sistemas de comunicações móveis terão de maximizar a eficiência de utilização das frequências rádio, com o menor consumo de energia possível na transmissão, segundo o presidente da divisão de redes móveis da Siemens Communications, Christoph Caselitz, citado no comunicado. O documento acrescenta que o teste efectuado demonstrou como pode ser potente a combinação de sistemas de antenas inteligentes com a tecnologia OFDM, utilizada em televisão e rádio digitais e que protege o sinal rádio de vários tipos de interferências, criando um módulo importante para os futuros sistemas de comunicações móveis.

Os sistemas de antenas inteligentes são sistemas de antenas múltiplas ou MIMO (múltipla entrada, múltipla saída), que permitem transmitir diferentes fluxos de dados sobre um mesmo canal rádio e uma mesma frequência.

A Siemens salienta que, em contraste com as antenas individuais, cada uma transmitindo numa frequência separada, o método MIMO permite multiplicar as velocidades de transferência e uma mais eficiente utilização dos recursos de frequências de banda. E sublinha que uma das razões para que os sistemas de antenas múltiplas não sejam utilizados é o requisito de alto poder computacional do receptor, que tem de reconstruir em tempo real a informação recebida de várias antenas. Tal excede a capacidade dos chips habitualmente usados nos terminais móveis, mas a Siemens indica que os seus investigadores empresa ultrapassaram o problema desenvolvendo novos e optimizados algoritmos de processamento de sinal, que podem ser eficientemente implementados no hardware actualmente disponível.