Siemens quer aumentar presença no Brasil

A empresa pretende quadruplicar a produção de terminais até ao primeiro trimestre de 2005.

Segundo a agência EFE, a empresa afirmou que, como líder nos telemóveis GSM no Brasil quer quadruplicar a produção até ao primeiro trimestre de 2005 e exportar do Brasil para o resto da América Latina telemóveis e telefones fixos sem fios no valor de 50 milhões de dólares durante o ano de 2004. Com a construção de uma nova fábrica em Manaus, a Siemens irá triplicar a capacidade de produção de telemóveis e e telefones sem fios e irá começar a exportar estes productos para a América Latina. Simultaneamente, o consórcio germãnico vai ampliar o centro de investigação e desenvolvimento para software de telecomunicações e infraestruturas para telemóveis, com o objetivo de exportar nos próximos anos programas informáticos para toda a região ibero-americana. Joe Kaeser, responsável financeiro e membro da direcção da Siemenes para a área de telemóveis, afirmou que a empresa, depois de no ano passado se ter concentrado no mercado brasileiro, irá concentrar-se este ano na implementação dos seus produtos noutros mercados da região. Desde 2002 que a Siemens começou a fabricar telemóveis em Manaus e produz também infraestruturas para telefonia móvel em Curitiba, no sul do país.