SMS corrompem adolescentes

Prejudicam atenção nas aulas e servem como forma de assédio.

“Os professores estão de tal maneira concentrados que não dão por nada”, explica um jovem. Que se explana no método apurado para não dar nas vistas: um braço fica sobre a secretária, apenas o outro tecla a mensagem, e é fundamental lançar alguns olhares directos para o professor. Em Inglaterra outra faceta do mau uso dos SMS está também a dar que falar: o assédio aos colegas. O que em tempos idos eram umas cotoveladas a tempo no recreio hoje são mensagens anónimas mal-intencionadas. As autoridades tomaram agora medidas. As vítimas (cerca de 15 porcento da população escolar de acordo com estudos) devem guardar as mensagens para que, através dos operadores, oficialmente se saiba quem as enviou. Os culpados enfrentam uma pena de expulsão.