NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
A Portugal Telecom apresenta os resultados auditados do 1º semestre de 1999

A Portugal Telecom apresenta os resultados auditados do 1º semestre de 1999

sábado, 18 setembro, 1999 /
A Portugal Telecom apresenta os resultados auditados do 1º semestre de 1999 EBITDA (Resultados Operacionais + Amortizações) a crescer 13,4%, atingindo 718,1 milhões de Euros (144 milhões de contos). «17 de Setembro de 1999 Lisboa, Portugal, 17 de Setembro de 1999 - A Portugal Telecom (BVL: PTCO.IN; NYSE: PT) divulgou hoje os resultados do 1º semestre de 1999. 0. SÍNTESE EBITDA (Resultados Operacionais + Amortizações) a crescer 13,4%, atingindo 718,1 milhões de Euros (144 milhões de contos). Resultados Operacionais Consolidados a crescer 18,3% para 408,5 milhões de Euros (81,9 milhões de contos). Margens Bruta e Operacional evoluem favoravelmente para 46,2% e 26,3%, respectivamente. Receitas Consolidadas de Exploração a crescer 12,3% para 1.552,7 milhões de Euros (311,3 milhões de contos). Proveitos Consolidados Operacionais a crescer 12,1% para 1.595,8 milhões de Euros (319,9 milhões de contos). Resultado Consolidado Líquido no semestre de 208 milhões de Euros (41,7 milhões de contos). Expurgando o impacto dos investimentos realizados em 1998 no Brasil (-15,2 milhões de contos), o ganho financeiro resultante do aumento de capital da TV Cabo Portugal subscrito por terceiros (16,9 milhões de contos) e o efeito do esforço acrescido de redução de efectivos (+9 milhões de contos), que distorcem a comparação com o 1º semestre de 1998, o Resultado Consolidado Líquido teria ascendido a 49 milhões de contos (+20% que no período homólogo do ano anterior). No final do 1º semestre de 1999, a PT geria um total de cerca de 9,2 milhões de clientes/acessos, dos quais cerca de 6,9 milhões em Portugal e 2,3 milhões no estrangeiro, correspondendo a cerca de 4,2 milhões no serviço fixo de telefone, 3,8 milhões no celular e 680 mil na TV Cabo. Nos Negócios de Rede Fixa em Portugal, Resultado Operacional a crescer 9,7% para 310,3 milhões de Euros (62,2 milhões de contos), atingindo um EBITDA de 562 milhões de Euros (112,7 milhões de contos), com evolução favorável das margens Operacional e Bruta, que atingiram, respectivamente, 27,8% e 50,4%. A utilização da rede fixa aumentou 15,5%, atingindo 8.010 milhões de minutos, tendo o tráfego telefónico originado em minutos crescido 13,2% (10,5% por acesso). O número de trabalhadores ao serviço nos Negócios de Rede Fixa diminuiu 7,3% num ano (1.316 pessoas). Num ano, os clientes da TMN aumentaram 70,3% (+ 705 mil), os da Telesp Celular 50,2% (+ 713 mil) e os da TV Cabo Portugal 40% (+ 194 mil), empresas que continuam a reafirmar a sua liderança de mercado. "As mudanças que temos vindo a introduzir e a prossecução dos objectivos delineados permitirão enfrentar com sucesso os desafios do futuro", disse a Comissão Executiva. 1. NOVO MODELO DE APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS SEMESTRAIS 2. MENSAGEM DA COMISSÃO EXECUTIVA 3. PRINCIPAIS ACONTECIMENTOS 4. RESULTADOS E MARGENS 5. RECEITAS CONSOLIDADAS DE EXPLORAÇÃO 6. CUSTOS CONSOLIDADOS OPERACIONAIS 7. BALANÇO E ESTRUTURA PATRIMONIAL CONSOLIDADOS 8. DÍVIDA CONSOLIDADA 9. INVESTIMENTO 10. PESSOAL ANEXOS»
2,483