NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Aumento de capital e pré-registo da OPV começam amanhã

Aumento de capital e pré-registo da OPV começam amanhã

sexta-feira, 18 junho, 1999 /
Aumento de capital e pré-registo da OPV começam amanhã Têm início já amanhã o aumento de capital e o período de pré-registo da Oferta Pública de Venda, a realizar no âmbito da 4ª fase de privatização da PT. 17 de Junho de 1999 Têm início já amanhã o aumento de capital e o período de pré-registo da Oferta Pública de Venda, a realizar no âmbito da 4ª fase de privatização da PT. Recorde-se que o aumento de capital será destinado aos accionistas da PT, que poderão subscrever 1 nova acção por cada lote de 10 acções detidas, sendo o preço de subscrição o mesmo que for fixado para a Venda Directa a investidores institucionais na 4ª fase de privatização. Além da atribuição de acções proporcional aos direitos de subscrição, todos os investidores que ainda não tenham direitos ou não tenham a quantidade suficiente para subscreverem o número de acções desejado poderão adquiri-los entre 18 e 25 de Junho na BVL, período em que estes serão transaccionáveis. Quanto ao pré-registo da OPV, que igualmente terá início amanhã, garantirá condições preferenciais na atribuição de acções em caso de rateio. No primeiro período - a decorrer entre 18 e 25 de Junho - o coeficiente de rateio será superior em 200% ao dos restantes subscritores, e no segundo - de 28 de Junho a 2 de Julho - esse coeficiente será superior em 100%. Road-show arranca hoje O road-show de apresentação da empresa a realizar junto de investidores institucionais nacionais e estrangeiros começa hoje e decorrerá até 9 de Julho, incluindo passagens pelas principais praças financeiras mundiais, nomeadamente: Lisboa, Londres, EUANova Iorque, Lisboa, Los Angeles, San Diego, Dallas, Houston, Portland, Minneapolis, São Francisco, Des Moines, Chicago, Denver, Milwaukee, Kansas City, Toronto, Boston, Baltimore, Filadélfia, New Jersey, Edimburgo, Dublin, Amsterdão, Haia, Paris, Frankfurt, Zurique, Genebra, Milão e Madrid. A apresentação da empresa aos investidores institucionais terá como pontos fundamentais os objectivos atingidos pela Portugal Telecom, a reorganização do gGrupo PT, o aumento da eficiência, as iniciativas estratégicas e a convergência entre as diversas áreas de negócio do Grupo. Objectivos atingidos Do ponto de vista dos objectivos atingidos, realce para o facto de Aa PT ter conquistouado 1 milhão de novos clientes no mercado doméstico em 1998s desde a última fase de privatização. No negócio da rede fixa registou-se um forte crescimento do tráfego, decorrente sobretudo de uma rápida expansão da Internet e do aumento das comunicações da rede fixa para a rede móvel. A digitalização da rede ficará concluída em 1999. No negócio celular, a empresa é líder de mercado, através da sua participada TMN, a qual tem hoje cerca de 1,6 milhões de clientes. Com a TV Cabo / Satélite, a PT detém uma rede tecnologicamente aevoluída vançada, potenciadora de parcerias estratégicas em novas áreasque lhe permitirá a oferta imediata de novos serviços a desenvolver com parceiros estratégicos. O número de clientes tem vindo a aumentar fortemente - são hoje mais de 650 mil e 1,8 milhões o número de casas passadas - representando uma quota de mercado de 95%. Ao nível internacional, a PT realizou recentemente um importante investimento estratégico no Brasil com a aquisição da Telesp Celular (São Paulo), que permitiu aumentar em 35 milhões a dimensão do seu mercado potencial e o número de potenciais clientes e juntar 2 milhões de novos clientes à base existente no negócio celular doméstico. Outro dos objectivos atingidos foi a melhoria substancial da eficiência interna, sendo de salientar a redução em 18% do número de empregados no serviço fixo de telefone desde a Oferta Pública inicial. Reorganização do Grupo A reorganização do Grupo traduziu-se na divisão em quatro unidades estratégicas grandes áreas de actividade: negócios da rede fixa, negócio celular, TV Cabo/ multimédia e internacional. Esta reorganização nova estratégia tem como principais objectivos o desenvolvimento de novos negócios com elevado potencial de crescimento, melhoria da avaliação de performance e redução de custos, potenciar o estabelecimento de novas alianças estratégicas, focalização em segmentos chave da sua base de clientes e aumento da transparência operacional e financeira. Aumento da eficiência interna A PT continua a melhorar a sua eficiência e encontra-se a tomar um conjunto de iniciativas com esse objectivo.Do ponto de vista do aumento da eficiência a empresa registou igualmente importantes progressos, designadamente no que se refere a activos, capital e trabalhadores. Entre outros aspectos, de salientar um controlo mais eficaz de fornecimento e serviços externos custos com terceiros, a racionalização do património imobiliário do Grupo, a restruturação dos serviços de distribuição através de franchising, o outsorcing dos sistemas de informação e actividades relacionadas e o lançamento de um novo centro de atendimento "call center" nacional. Destaque ainda para o facto de a empresa pretender reduzir em 1999 o investimento na rede fixa em cerca de 25%. Iniciativas estratégicas No que se refere às iniciativas estratégicas, a PT pretende, em simultâneo com a manutenção do crescimento e liderança nos negócios actuais, promover novas áreas de negócio e crescer com base na inovação. Neste último aspecto, a Internet constituirá uma das principais fontes de crescimento no futuro, aproveitando o enorme potencial que esta oferece nas suas mais diversas vertentes. Convergência O desenvolvimento dos seus diferentes negócios e a estrutura organizacional do Grupo permitirá à PT beneficiar da convergência entre voz, dados e serviços multimedia. Neste aspecto, as parcerias estabelecidas com a Microsoft e a IBM assumirão um papel importante, possibilitando uma resposta às necessidades dos clientes em termos de serviços multimedia e interactivos e o fornecimento de uma gama variada de soluções avançadas para os clientes empresariais. NOTAS: A informação constante neste documento não dispensa a consulta do prospecto.
2,743