NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
PT desiste da Telesp Celular

PT desiste da Telesp Celular

quarta-feira, 05 setembro, 2001 /
PT desiste da Telesp Celular Mercado accionista responde favoravelmente. O valor das acções da Portugal Telecom (PT) tem esta semana estado a beneficiar primeiro de rumores, depois de certezas, da retirada da sua oferta de aquisição da Telesp Celular brasileira. Na abertura da bolsa de Lisboa, hoje, as acções PT estavam a valorizar 3,91 porcento.

Recorde-se que, em Maio, a PT anunciou a sua intenção de trocar parte das suas acções pelos 58.8% da Telesp Celular que ainda não controla. A crise latino-americana em curso torna a ideia pouco apelativa.

A Telesp Celular opera no Estado de São Paulo, mercado especialmente valioso no contexto brasileiro.

Quinta-feira deveria ter lugar uma assembleia de accionistas da PT para discutir a expansão do capital da empresa com o fito de financiar o projectado «takeover» da empresa brasileira.

2,506