Skip to main content

Sociedade de Informação: e-mail gratuito para 1 milhão de portugueses

Dar um passo importante na criação do Portugal.com e na democratização da Sociedade da Informação são dois objectivos mais fáceis de alcançar com o serviço megamail, apresentado hoje no Parque das Nações, em Lisboa.

«Lisboa, 21 Fev (Lusa) – Dar um passo importante na criação do Portugal.com e na democratização da Sociedade da Informação são dois objectivos mais fáceis de alcançar com o serviço megamail, apresentado hoje no Parque das Nações, em Lisboa. O Ministério da Ciência e da Tecnologia, através da Fundação para a Computação Científica Nacional (FCCN), uniu esforços à Telecel e à Sun Microsystems para criar o megamail, um serviço de correio electrónico, grátis, seguro, independente e residente em Portugal. A partir de hoje estarão disponíveis até 1 milhão de caixas de correio electrónico nos portais megamail.pt e netc.pt. onde o cibernauta nacional se pode registar. “O desenvolvimento de parcerias entre o Estado e as empresas privadas irá determinar o futuro nestas matérias”, afirmou o ministro da Ciência e da Tecnologia, Mariano Gago, presente na apresentação pública do megamail, um projecto orçado num milhão de contos. A criação de uma verdadeira Sociedade de Informação depende da massificação das tecnologias de informação e da efectiva capacidade de os cidadãos as utilizarem. “Os portugueses têm de saber mais sobre as novas tecnologias da informação. O megamail vem suprir uma lacuna que existia pois é um sistema de correio electrónico gratuito, seguro, viável e de larga escala”, acrescentou o ministro Mariano Gago. Segundo o ministro, o futuro da cidadania passa pelo acesso de todos os cidadãos às novas tecnologias e a um endereço de correio electrónico, actualmente tão ou mais importante que um endereço postal. O megamail, frisou Pedro Veiga da FCCN, distingue-se pela alta disponibilidade, acessibilidade e escalabilidade. Isto é, está dimensionado inicialmente para suportar 200 mil caixas electrónicas, sofrendo incrementos sucessivos da sua capacidade, na ordem das 100 mil, sempre que seja atingida uma utilização de 75 por cento da capacidade instalada. O serviço poderá crescer até ao milhão de caixas mantendo a qualidade e performance. O ministro relembrou a oportunidade que a Presidência Portuguesa da União Europeia significa na dinamização da sociedade de informação e do conhecimento. “Pela primeira vez irá ser discutido em Conselho Europeu o tema Ciência e Tecnologia”, acrescentou. De acordo com Mariano Gago, é uma oportunidade de activar o desenvolvimento europeu na harmonização entre emprego e qualificação específica neste sector (ainda muito deficitária na Europa), desenvolvendo, ao mesmo tempo, as infra-estruturas nacionais.»