SonyEricsson entra a perder

A SonyEricsson entrou nos negócios a perder. O presidente da Ericsson diz que no primeiro ano haverá perdas ligeiras.

O responsável máximo da Ericsson não quis adiantar pormenores, na sua entrevista ao diário de negócios “Dagens Industri”, mas sempre foi adiantando que houve algo que correu mal no processo e que atrasou o break even da parceira. Muito provavelmente serão as apostas no mercado norte-americano. Mas nem aí se pode considerar que tenha havido uma tragédia para o consórcio nipónico-sueco, uma vez que a taxa de penetração é já baixa. Não só por culpa do concorrente finlandês como pela marca da casa, a Motorola. Aliás, a SonyEricsson nem terá muito que se queixar, uma vez que é apresentada por todos os analistas como a marca de referência para o mercado chinês. Sem dúvida o mais apetecido no momento, não só pelos números envolvidos, como pela aceitação das novas tecnologias reconhecida aos asiáticos.