T29s: A revisão de um clássico

O topo de gama cresceu, está mais «gordo», tem um browser WAP e limou algumas arestas… mas não todas.

O antecessor do terminal que em seguida iremos avaliar já é um clássico, e o facto é que o T29s está melhor. Mas se calhar não o suficiente para converter todos aqueles que se queixaram dos problemas já bem conhecidos e noticiados do T28: a tampa, a bateria e a qualidade de som.

O EMS será porventura uma mais valia, já que permite o envio de imagens e de toques para telefones que suportem este serviço, o que em abono quererá dizer que poderá com este telefone trocar imagens e toques com pessoas que tenham telefones de outras marcas, casos da Nokia e da Sagem, entre outros.

Já que estamos com a mão na massa, arrumemos de vez a comparação eterna com a concorrente finlandesa. O software da Ericsson, na opinião de alguns, sempre ficou um pouco aquém da concorrência, porque este último era mais simples e intuitivo. O que é certo é que neste T29s o software é igualmente intuitivo bem estruturado e com algumas opções bem interessantes, como por exemplo a criação de atalhos, bem práticos para quem não gosta de andar constatemente a dar ” a volta toda ao menu “.

Quando falamos de WAP, normalmente a palavra complicação e dor de cabeça vem sempre atrás. Pois aqui está algo que a Ericsson provavelmente já tomou consciência. Pois é, sendo assim, e recorrendo à Internet, mais concretamente ao site da Ericsson, a configuração do WAP ser-lhe-á enviado por SMS para o seu terminal.

Se é adepto de sistemas predictivos de escrita de SMS, desiluda-se. O T29s não inclui nenhum. Se, como este vosso escriba, é antiquado e não liga a isso, este pequeno pormenor não influenciará em nada o seu julgamento.

A Ericsson optou ainda por manter o prático botão no canto lateral esquerdo do telefone que permite vizualizar o cálculo de tempo de autonomia dísponivel, bem como a possibilidade de rejeitar chamadas se pressionar duas vezes seguidas quando o telefone está a tocar.

Mas as mudanças não se ficam por aqui. O T28 era de facto um prodígio em termos de miniaturização, mas isso tinha custos. A sua pequena bateria Li-Ion não lhe conferia muito mais do que dois dias de autonomia. Esse problema está resolvido. O T29s vem equipado de série com a bateria de longa duração, que apesar de tornar o telefone ligeiramente mais pesado, lhe confere um design mais robusto e obviamente mais “tempo de vida” sem necessidade de recarregamento. Outra diferença em relação ao seu antecessor é a ausência de botão para abrir a tampa. Esta diferença é bem vinda, se nos recordarmos que esse mesmo botão estava sempre a cair ou pura e simplesmente deixava de funcionar.

À primeira vista os dois até poderão parecer iguais. Mas não são, o T29s está mais arredondado, mais robusto, mais elegante, em suma mais bonito. E a diferença aumenta quando se abre a tampa. No modelo testado aqui no Telemoveis.com, o teclado – muito  mais ergonómico – em alumínio vem “rodeado” por um azul escuro perfeitamente estonteante, que impressiona logo ao primeiro contacto.

Passemos agora às caractarísticas puramente técnicas: O T29 possui um display de 33 x 13 mm, o seu tamanho é de 95 x 51 x 22 mm, tem 105g de peso e uma autonomia de até 420 minutos em conversação e cerca de 150 horas em stanby. Possui ainda vibracall e alarme vibratório, configuração over – the – air, 100 memórias, cinco jogos, marcação por voz, 9.6 k de transferência de dados, despertador e cronómetro.

Em resumo, o T29s apresenta uma série de aperfeiçoamentos em relação ao T28. O ecrã é maior, o botão de abertura da tampa foi suprimido, tem WAP e novas opções de SMS, incluindo, escolhendo a opção long message, de enviar até três mensagens interligadas.

Existem ainda algumas críticas acerca do som, com as quais nós não concordamos, mas temos que dar o braço a torcer em relação à recepção de sinal em sítios em áreas mais complicadas, aí o telefone ficou um pouco abaixo das expectativas.

Velhos do Restelo à parte, este modelo é francamente atractivo, renovado e com um preço que estará ao nível do seu antecessor.