Só um terço dos 300 milhões gastos em serviços foi adjudicado por concurso público

O presidente da Associação dos Operadores de Telecomunicações (APRITEL), João Couto, revelou à Lusa que apenas um terço dos 300 milhões de euros que o Estado gastou em serviços de telecomunicações em 2007 e 2008 foi adjudicado através de concursos públicos.