NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
A Portugal Telecom lança uma nova empresa

A Portugal Telecom lança uma nova empresa

sábado, 19 junho, 1999 /
A Portugal Telecom lança uma nova empresa Lisboa, Portugal, 17 de Junho de 1999 - A Portugal Telecom, S.A. (BVL: PTCO.IN; NYSE: PT) anunciou ontem a criação de uma nova empresa, orientada para o mercado empresarial e para os grandes clientes do Grupo Portugal Telecom. 17 de Junho de 1999 Lisboa, Portugal, 17 de Junho de 1999 - A Portugal Telecom, S.A. (BVL: PTCO.IN; NYSE: PT) anunciou ontem a criação de uma nova empresa, orientada para o mercado empresarial e para os grandes clientes do Grupo Portugal Telecom. Consciente de que cada vez mais as empresas necessitam de conjugar telecomunicações e sistemas de informação para se manterem competitivas, reduzir custos e enfrentar os desafios que se colocam na nova economia digital, a Portugal Telecom organizou-se recentemente por segmentos de mercado, em unidades de negócio, de modo a prestar um melhor serviço aos seus clientes. Desta prática resulta agora a criação de novas empresas, com elevada autonomia e flexibilidade, que permitem o crescimento sustentado do Grupo Portugal Telecom e a criação de valor accionista num meio cada vez mais exigente. É neste contexto que a PT apresenta uma nova empresa, a PT Empresas, que se trata ainda de uma designação interna. Uma empresa focada no mercado empresarial mais exigente e sofisticado, nos grandes clientes do Grupo Portugal Telecom e nas empresas portuguesas ou multinacionais que requerem soluções complexas. Orienta-se ainda para quem pretende explorar formas inovadoras de realizar os seus negócios, através, por exemplo, dos novos canais de distribuição electrónicos e do marketing interactivo. A explosão da Internet e das Intranets empresariais, a par da mobilidade e do comércio electrónico, demonstra que o futuro muito próximo será dominado pela tecnologia IP (Internet Protocol), assim como pela convergência entre redes fixa e móvel. Nesta perspectiva a nova empresa irá implementar, durante 1999, a mais moderna infra-estrutura IP em Portugal, designada a nível internacional como backbone IP, sobre os cerca de 15.700 Km de fibra óptica da Portugal Telecom e a rede de banda larga já existente. Será a maior auto-estrada de informação construída em Portugal, digna deste nome, pelo seu grau de abrangência, fiabilidade, flexibilidade, capacidade e apuro tecnológico. Evoluirá para a Next Generation Internet, de modo a responder às necessidades, quer actuais quer futuras, de comunicação multimédia, e de voz e dados sobre IP, das empresas. Querendo manter a liderança pela qualidade, personalização, inovação, experiência e preço dos serviços prestados vai actuar em múltiplas valências no sector das telecomunicações, o que conduz a que se posicione como o principal integrador de soluções de comunicação, tecnologias da informação e conteúdos multimédia, característica não igualada por nenhum concorrente. Suportando níveis diferenciados de qualidade de serviço, de acordo com as exigências das aplicações concretas, proporcionará um vasto conjunto de serviços customizáveis à medida das necessidades, desde a voz simples à transmissão de dados, de que se destaca Internet, Intranet, Extranet, redes privadas virtuais IP, voz sobre IP, comércio electrónico, disaster recovery, web hosting e videocomunicações. Para o sucesso da PT Empresas concorre também um conjunto de parcerias específicas, nomeadamente na área dos sistemas de informação, que irá concluir - as negociações avançam a bom ritmo - factor distintivo adicional que lhe assegura acrescida competência e versatilidade. Com vista a atingir todos estes objectivos, será constituída por uma estrutura organizativa ágil, com especialistas altamente habilitados, seleccionados por critérios da mais estrita competência técnica e comercial, o que permitirá aprofundar a relação personalizada com os clientes. Com a nova empresa o grupo PT espera contribuir para beneficiar os clientes empresariais, nomeadamente permitindo ganhos de produtividade e uma maior flexibilidade e dinamismo das empresas face aos desafios da Sociedade da Informação e da Economia Digital.
3,752