NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
ICP quer baixar preços do lacete local

ICP quer baixar preços do lacete local

quarta-feira, 19 dezembro, 2001 /
Apresentada proposta de alteração com reduções até 90 porcento face à intenção da PT Comunicações. Os valores fazem parte de um projecto de decisão que os operadores interessados deverão comentar dentro de um prazo de dez dias.

O preço da mensalidade, por lacete, para o serviço de acesso partilhado, atingirá no máximo 7,90 euros (1 584 escudos), consubstanciando uma redução de 58 porcento face ao valor proposto pela PT Comunicações.

A redução mais elevada ascende aos noventa porcento, para o serviço de desinstalação do lacete local; a redução menos elevada chega aos cinco porcento, para o serviço de intervenção por participação indevida de avaria.

Todos os valores incluídos no projecto de decisão correspondem a preços por grosso, isto é, aos valores cobrados pelo operador histórico aos restantes operadores pela prestação do serviço. Não constituem, por isso, preços ao consumidor final.

O lacete local corresponde ao último troço da rede básica de telecomunicações, explorado pela PT Comunicações, cuja utilização foi aberta aos restantes operadores.

O acesso partilhado, agora sujeito a projecto de decisão, permite a prestação de serviços de banda larga, por um operador ao consumidor final, de um modo simultâneo, usando a mesma linha e sem afectar a prestação do serviço de voz pelo operador histórico.

3,463