NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Mercado valoriza com toque do UMTS

Mercado valoriza com toque do UMTS

quarta-feira, 20 dezembro, 2000 /
Grupos cotados dos vencedores de licenças da terceira geração de telemóveis registaram subida. O resultado do concurso do UMTS teve impacte na cotação em Bolsa dos seus grupos. À Telecel na primeira posição, seguindo-se-lhe a PT, EDP e a Sonae. No mercado accionista, destaque para a Sonae.com que ganhou 4,12 %, a maior valorização dentro do índice PSI-20. Este papel tinha atingido na véspera um novo mínimo histórico 8,41 euros. A EDP surgiu logo a seguir com uma subiu de 2,99 %, enquanto a Telecel e a PT ganharam 2,63 % e 2,50 %, respectivamente. Em relação ao grupo eléctrico, a corretora do BPI anunciou ter subido o preço alvo a 12 meses de 4,2 para 4,3 euros, devido à atribuição da licença UMTS, reforçando assim a recomendação de compra. Os três papéis mais líquidos da sessão foram a PT, a EDP e a Corticeira Amorim. Se no caso dos dois primeiros o volume de negócios é considerado normal, o mesmo não se pode afirmar em relação à Corticeira. Deste papel transaccionaram-se 14,98 milhões de acções, cerca de 10 % do capital, em resultado, segundo os corretores, de um arranjo de carteira entre os fundos do grupo Amorim. A operação foi intemediada pela corretora do Banco Nacional de Crédito Imobiliário, detida maioritariamente pelo grupo Amorim. A PT Multimédia perdeu 1,42 %, a maior quebra dentro do PSI-20, uma evolução que contrasta com o desempenho do sector e da sua própria subholding, a PTM.com que valorizou 1,20 %. A PTM.com comprou 33 % da empresa de conteúdos brasileira Idealyze (do grupo Abril) e ficou com a opção de compra de mais 17 %. Os responsáveis da empresa acreditam poder fechar o ano com lucros superiores aos estimados pelos analistas. O mercado accionista transaccionou um total de 42,9 milhões de acções, correspondentes a 40,8 milhões de contos. por Renato Santos
2,747