TMN apresenta resultados líquidos de 10,2 milhões de contos

Informação relativa ao 1º semestre de 1999

«Informação relativa ao 1º semestre de 1999 TMN cresce 70% num ano em número de clientes Clientes crescem 70% num ano, atingindo 1.707.023 Resultados líquidos aumentam 10% face ao primeiro semestre do ano de 1998 Resultados antes de Impostos superiores em 16% aos do período homólogo do ano anterior Proveitos Operacionais atingem os 64,8 milhões de contos Investimentos de 23 milhões de contos no semestre Lisboa, Portugal, 29 de Julho de 1999 – A TMN, empresa PT (BVL: PTCO.IN; NYSE: PT) registou até ao final de Junho um resultado líquido de 10,2 milhões de contos, o que representa um crescimento de 10% face a idêntico período de 1998. Os resultados antes de impostos atingiram os 16,5 milhões de contos, mais 16% do que no primeiro semestre do ano anterior. No mesmo período, os proveitos operacionais atingiram o valor de 64,8 milhões de contos, um acréscimo de 33% relativamente ao período correspondente de 1998. O EBITDA foi de 22,3 milhões de contos, o que equivale a um crescimento de 24% em relação ao período homólogo de 98. A sua percentagem no total de proveitos operacionais (EBITDA mg), foi de 34,4% (3,4 pontos percentuais acima do registado no final do 1º trimestre em que o EBITDA mg foi de 31%). O proveito de serviço médio mensal por cliente (ARPU) registou um valor médio, de Janeiro a Junho, de 5 618 escudos. Este valor representa um decréscimo de 26% relativamente ao valor médio do primeiro semestre do ano anterior. Esta diminuição tem como causa fundamental o facto de a TMN ter baixado significativamente os preços dos seus produtos e serviços. No final do período em referência, a TMN atingiu um total de 1 707 023 clientes, ou seja, um crescimento de 70% face ao período homólogo de 1998. Nos primeiros seis meses do ano de 1999, registámos a adesão líquida de 281 347 novos clientes, mais 17 % do que nos primeiros seis meses de 1998. Por forma a manter a sua posição de liderança, também no que se refere à qualidade do serviço que presta aos seus clientes, a TMN prosseguiu a sua política de reforço da cobertura, dotando a sua infra-estrutura de rede com as mais recentes soluções tecnológicas. Neste sentido, realizou-se neste 1º semestre um investimento de 23 milhões de contos, significando um esforço acrescido em cerca de 29% face ao investimento efectuado no mesmo período de 1998. O Presidente da Comissão Executiva da TMN, Iriarte Esteves considera “a performance da TMN, ao longo deste 2º trimestre de 1999, muito positiva, conduzindo a um resultado líquido neste segundo trimestre superior em 53% ao alcançado no 1º trimestre do ano (6,2 e 4,0 milhões de contos, respectivamente, totalizando 10,2 milhões de contos no semestre). O proveito médio mensal por cliente (ARPU) teve um comportamento bastante favorável, uma vez que o valor registado de Abril a Junho foi superior em 6% ao verificado de Janeiro a Março, em resultado da crescente utilização média do serviço por parte dos clientes e de uma penetração crescente no mercado empresarial. Por outro lado, a utilização das mais modernas tecnologias, a par duma correcta e criteriosa afectação dos nossos recursos, resultou num “cash-cost” médio mensal por cliente (CCPU), de Abril a Junho, inferior em 3% relativamente aos primeiros três meses do ano, o que contribuiu decisivamente para os nossos bons resultados. A TMN continuará no 2º semestre a investir fortemente na expansão da sua rede e na melhoria da qualidade de serviço, correspondendo ao excepcional crescimento do número dos nossos clientes e com o objectivo de continuar a oferecer o melhor serviço do mercado.» (…)