TMN e Oniway assinam contrato de roaming

Com exclusividade durante cinco anos nas redes GMS/GPRS.

A Portugal Telecom anunciou que a TMN assinou um contrato com a OniWay para a partilha de infraestruturas e prestação de serviços de Roaming Nacional, em regime de exclusividade, sobre tecnologia GSM/GPRS.

Com este acordo a OniWay afirma estar em condições de iniciar operações nas redes móveis já na primeira metade do ano que vem.

Este contrato é estabelecido por um período de cinco anos. Através dele a TMN afirma esperar uma redução no investimento e uma melhoria na utilização e nos níveis de retorno dos investimentos actuais e futuros. Os termos e condições do presente acordo surgem na sequência da proposta inicial da TMN ao concurso de atribuição de licenças UMTS e permitirá à OniWay o lançamento de serviços GSM/GPRS a partir do próximo ano. Segundo a PT «dste contrato não antevê qualquer outro tipo de colaboração comercial».

Em comunicado, a PT recorda que obteve a licença UMTS em Dezembro de 2000, envolvendo um custo de 100 milhões de Euros. A TMN espera investir até 900 milhões de Euros nos próximos três anos para o desenvolvimento da rede UMTS. A 24 de Outubro de 2001, o ICP confirmou que não iria exigir o lançamento do serviço UMTS em 2002. O ICP já anunciou o adiamento para 2003 do lançamento comercial do serviço UMTS, mas poderá rever a sua posição no final de 2002.

Ficam entretanto em aberto as eventuais implicações desde acordo no muito badalado propósito de entendimento entre a Oni (detentora actualmente de 25% da Optimus) e a Sonae.com.