• Início
  • Social Media
  • TMN teve resultado Líquido de 17,0 milhões de contos no 1º semestre de 2000

TMN teve resultado Líquido de 17,0 milhões de contos no 1º semestre de 2000

A TMN vê reforçada, no primeiro semestre do ano, a sua posição de liderança no mercado das telecomunicações móveis em Portugal ao atingir os 2.334.025 clientes.

«- Número de clientes atinge 2 334 025, aumentando 37% no último ano – Resultado líquido de 17 milhões de contos, um crescimento de 66% – Proveitos de Serviço de 78,8 milhões de contos, um aumento de 49% no último ano – «Cash Flow Operacional» cresce 60% num ano, situando-se em 35,5 milhões de contos. – Investimento chega a cerca de 23 milhões de contos A TMN vê reforçada, no primeiro semestre do ano, a sua posição de liderança no mercado das telecomunicações móveis em Portugal, ao registar um Resultado Líquido de 17 milhões de contos (84,7 MEuros), valor que representa um crescimento de 66% face a período homólogo no ano anterior, e ao atingir os 2.334.025 clientes. O bom desempenho dos proveitos operacionais, 94,9 milhões de contos (473,5 MEuros), deve-se, em primeira instância, ao crescimento dos proveitos de serviço, que se cifraram em 78,8 milhões de contos (393,1 MEuros) no 1º semestre de 2000. A TMN vê assim reforçada a sua liderança no mercado de telecomunicações móveis em Portugal, em termos de proveitos. O crescimento do número de clientes nos últimos 12 meses, 627.002 novos clientes, e o acréscimo da utilização média do consumo por cartão (minutos) na ordem dos 10%, no mesmo período, justificam a boa performance registada. O lançamento de novos produtos e serviços, adequados às necessidades de mercado, e a crescente adesão e fidelização dos clientes aos Planos de Preços e Pacotes de Minutos, permitiram a ampliação do número de clientes TMN em mais 219 346 só desde Janeiro deste ano. A estratégia de crescimento sistemático da TMN tem sido acompanhada por um crescimento do proveito médio por cartão/mês (ARPU), o qual se cifrou em 5.926 escudos (29,6 Euros) no primeiro semestre de 2000, um aumento de 5,5% relativamente a igual período do ano passado. A diversificação de serviços teve também um impacto positivo, decorrente do lançamento do WAP (TMNnet) e do serviço fixo 1096, bem como a intensificação da utilização do SMS. No semestre em análise, registou-se um número médio mensal de 10 mensagens por cliente. O peso do consumo destes serviços, no total dos proveitos de serviço, foi de cerca de 3%, em termos médios no semestre. O TMNnet permite o acesso ao portal sapoTMN.net, concebido em parceria com a PT Multimédia, no qual se encontram conteúdos seleccionados do SAPO, o portal líder do mercado português e outros conteúdos diversos. O Resultado Líquido obtido, resulta do bom desempenho dos proveitos e, em simultâneo, da gestão criteriosa dos custos operacionais, e que veio a traduzir-se num decréscimo do Cash Cost per User (CCPU), de cerca de 1,5% no último ano. No mesmo sentido, o custo de aquisição (SAC) diminuiu cerca de 14%, valor que em Junho rondava os 14,5 mil escudos (72,1 Euros). É prioridade da TMN proporcionar aos seus clientes a realização de comunicações com qualidade. Nesse sentido, a TMN investiu nestes primeiros 6 meses do ano cerca de 23 milhões de contos (114,5 MEuros) que se destinaram sobretudo à ampliação das infra-estruturas de rede e melhoria da qualidade de serviço, sendo uma parte significativa dedicada aos novos serviços. Iriarte Esteves, presidente da Comissão Executiva da TMN, afirma: «A forma como nos relacionamos com cada um dos nossos clientes, constitui um dos aspectos mais determinantes da actividade da empresa e é, sem margem para qualquer dúvida, motivo suficiente para que se empreende um esforço contínuo de melhoria de todos os processos inerentes à disponibilização do serviço que prestamos.» Neste sentido a TMN desenvolveu, ao longo dos últimos meses, o trabalho preparatório necessário para, a 31 de Maio de 2000, ter sido certificada pela APCER, segundo a norma EN ISO 9001- Sistemas de Qualidade-no âmbito do modelo de garantia de qualidade para a concepção, produção, instalação e assistência pós-venda, tornando-se no único operador do serviço de telecomunicações móveis em Portugal, a ter a sua actividade certificada. A certificação do sistema da qualidade propicia vantagens ao nível da melhoria da organização e da disciplina.»