Toque arruína Brahms

Maestro em desespero atira a batuta para longe…

A Halle Orchestra estava a interpretar a Quarta Sinfonia de Brahms quando o ruído se fez sentir na sala, acabando por levar o condutor a interromper o espectáculo e a virar-se para trás para exclamar: «se for a minha mulher digam-lhe que eu não estou».

O espectador proprietário do telefone lá acabou por conseguir silenciá-lo, rubro de vergonha. Outro dos espectadores que assistia ao concerto admitiu que ainda por cima «era o tom errado para Brahms» enquanto a organização desculpou o maestro argumentando que ele lidou com a situação «com extraordinário bom humor».

Como os portugueses bem sabem não é invulgar a perturbação de espectáculos por telefones que tocam. Raramente, porém , se chega ao extremo da interrupção. Uma medida que por ser drástica talvez seja, depois da instalação de dispositivos de barramento de rede, a única solução para o problema.