Skip to main content

Trabalhadores da PT contra AdC

Aval à OPA é «mau serviço».

«Contrariamente ao que a Sonaecom diz, esta operação, a concretizar-se, vai aumentar a concentração e posição dominante da nova empresa Sonaecom/PT, prejudicando tudo e todos à excepção da família Azevedo, do Santander e da France Telecom», refere a comissão de trabalhadores em comunicado.

O «elevado endividamento» e a «proposta de desmantelamento» do grupo são algumas das razões apontadas pela CT para afirmar que a decisão da AdC prejudica o interesse nacional.

«Esta operação não cria nenhum valor económico para o País, não cria investimento nem emprego, muito pelo contrário», diz a CT, acusando a operação de «acabar com a principal bandeira de internacionalização do País».

O comunicado acrescenta que a OPA prejudica os trabalhadores, pois «cria dificuldades no financiamento do fundo de pensões», afectando mais de 33 trabalhadores reformados e no activo, e «destrói emprego qualificado».

Assim, caso a Sonaecom registe a OPA, a CT «exige que o Governo e os accionistas da PT rejeitem a OPA da Sonaecom, na Assembleia Geral e que mantenham a golden share e o bloqueamento dos estatutos na actual redacção».