NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo

UE investe em telefonia móvel

quinta-feira, 10 fevereiro, 2005 /
Europa quer manter-se na liderança do sector. O investimento numa série de projectos de investigação será oriundo de verbas governamentais e de grandes fabricantes de equipamentos, como a finlandesa Nokia, a sueca Ericsson e a francesa Alcatel, além de operadores como a Vodafone, a Deutsche Telekom e a Telefónica.

O objectivo do programa é «manter a liderança europeia em redes e serviços de telefonia móvel» e consta do site eMobility (www.emobility.eu.org), uma aliança público-privada de toda a UE que só deve ser apresentada oficialmente no final do mês.

As investigações vão focar-se em estratégias de fabrico de telemóveis mais fáceis de usar e também mais seguros. De acordo com o site do programa, que financiará projectos entre 2007 e 2011, o que está em jogo é um mercado de trabalho para 4 milhões de pessoas, que pode chegar aos 10 milhões em 2010.

A expectativa é repetir o sucesso obtido com a tecnologia GSM, o padrão uniforme de telefonia móvel que a Europa adoptou em 1987. Actualmente, dos 1,5 biliões de telemóveis existentes no mundo, cerca de 60% utilizam o GSM. Os serviços de telefonia móvel são resposáveis por 3% da economia europeia, valor que era praticamente zero em 1990.
2,923