Skip to main content

UMTS : Redes podem custar mais do dobro que o previsto pelos operadores

A construção das redes de UMTS poderá custar mais do dobro que o previsto pelas empresas de telecomunicações, refere um estudo de um gabinete londrino, Quotient Communications, hoje divulgado.

A construção das redes de UMTS poderá custar mais do dobro que o previsto pelas empresas de telecomunicações, refere um estudo de um gabinete londrino, Quotient Communications, hoje divulgado. O estudo, citado pelo diário económico alemão Finantial Times Deutschland, afirma que os custos das redes UMTS (Universal Mobile Telecommunications Systems) poderão atingir os 340 mil milhões de euros (mais de 68 mil milhões de contos) à escala europeia, enquanto os operadores de telecomunicações têm apontado para um montante global da ordem dos 150 mil milhões de euros (mais de 30 mil milhões de contos). “Várias empresas sub-avaliaram claramente os custos das infra- estruturas necessárias ao desenvolvimento das redes UMTS”, afirmou o presidente do Quotient Communications, Rodney Stewart. Assim, por exemplo, segundo o estudo, os operadores vão necessitar de duas vezes mais antenas de retransmissão que o previsto para uma cobertura plena das redes de UMTS.