Skip to main content

Vírus chega por Bluetooth

A F-Secure lançou um alerta sobre o Lasco.A.

O novo vírus chama-se Lasco.A e baseia-se na mesma fonte do Cabir.H, sendo aliás muito semelhante. A principal diferença, de acordo com a F-Secure, é que, além de se disseminar via Bluetooth, o Lasco.A instala-se nos ficheiros SIS que encontra nos equipamentos.

O vírus multiplica-se via Bluetooth e entra nos telemóveis sob a forma de mensagem como um ficheiro velasco.sis que contém o verme. Quando o utilizador clica no ficheiro e escolhe instalá-lo, o verme activa-se e começa de imediato a procurar outros equipamentos para infectar através de Bluetooth.

Quando o Lasco encontra tais equipamentos, envia ficheiros SIS infectados enquanto o terminal infectado estiver com a conexão activa. Tal como o Cabir.H, o Lasco.A consegue encontrar uma nova «vítima» quando o primeiro deixa de estar conectado.

Ainda assim, o ficheiro velasco.sis não entra automaticamente no terminal-alvo, sendo necessário que o utilizador aceite a transferência enquanto o telemóvel infectado está ainda em conexão.

A F-Secure salienta que o verme Lasco só afecta equipamentos com Bluetooth e que estejam em modo de busca. Assim, colocando o equipamento com a busca desactivada ou em modo invisível, ele estará protegido do Cabir. Mas, uma vez infectado, o telemóvel irá procurar infectar outros mesmo que o utilizador tente desactivar o Bluetooth.