Vodafone lança 3G na Irlanda

A Vodafone lançou comercialmente a sua rede de terceira geração, ainda que para um grupo restrito de clientes empresariais.

Aos clientes «pioneiros» são pedidos relatos das suas experiências no contacto com o novo tipo de tecnologia, não só na questão do tráfego de dados mas também na interacção entre as redes UMTS e GSM/GPRS. Para o efeito, a Vodafone disponibilizou modelos 6650, da marca finlandesa Nokia – que foi a responsável pela implementação das infra-estruturas de rede 3G da operadora.

Haverá mais modelos disponíveis, até porque a própria subsidiária irlandesa da empresa ainda gerida por Sir Christopher Gent anunciou que está a trabalhar num leque de novos serviços, a apresentar brevemente, e que também poderão ser (alguns) compatíveis com o sistema GPRS, em cujo ambiente poderão igualmente funcionar.

Um terço da cobertura de rede prevista está construída e a funcionar, pelo que agora irá dar-se início à implementação da segunda fase com o alargamento das localidades com UMTS, um processo de que a empresa já prometeu dar conta aos clientes à medida que vai tendo o seu progresso.

Ao fazer a primeira chamada 3G, o CEO da Vodafone Irlanda, Paul Donovan,l afirmou: «Este é um marco importante na evolução dos serviços móveis na Irlanda. Representa, igualmente, um investimento a longo prazo de centenas de milhões de euros mas cujo mercado pode vir a ser massificado num prazo entre os 18 meses e os dois anos».

Quando é que António Carrapatoso proferirá as mesmas declarações?

Consulte as tarifas 3G aqui.