Vodafone Telecel SA apresenta resultados

As receitas crescem, os lucros nem por isso…

A Vodafone Telecel SA anunciou hoje os seus resultados relativamente às operações no primeiro semestre deste ano (semestre fiscal de Abril a Setembro) com o crescimento das receitas operacionais e de serviços em 513,2 e 478,4 milhões de euros, respectivamente.

Não obstante, o lucro líquido obtido no período foi de 40,2 milhões de euros contra um resultado de 53,8 milhões no período homólogo do ano passado. Homologamente o ARPU (receita média mensal por cliente registado) desceu também de 33,56 para 30,42 Euros.

O EBITDA da Vodafone no primeiro semestre de 2001 foi de 139,7 milhões de euros, verificando-se uma redução de 1,1% relativamente ao mesmo período do ano anterior e um crescimento de 25,3% comparativamente aos seis meses anteriores.

No final de Setembro de 2001, a base de clientes registados no serviço celular da Vodafone ascendia a 2.668.947, em resultado da adição de 190.147 clientes celulares desde 1 de Abril de 2001. Da totalidade dos clientes 92% eram considerados activos e 75% usufruíam de serviços pré-pagos.

No tocante ao tráfego os minutos celulares de voz atingiram um total de 2.179 milhões no primeiro semestre de 2001, um crescimento de 30,9% em relação ao primeiro semestre de 2000 e um crescimento de 22,1% face ao segundo semestre de 2000, anuncia a empresa.

A Vodafone tinha ainda cerca de 520.000 clientes registados no seu serviço de acesso à Internet no final de Setembro de 2001, um aumento de 121.000 clientes no primeiro semestre de 2001. No serviço de acesso fixo indirecto constavam cerca de 105.000 clientes registados, dos quais cerca de 80% são clientes empresariais.

Por ocasião da apresentação dos resultados, António Carrapatoso, presidente da direcção, afirmou que a empresa espera «um crescimento de EBITDA no ano de 2001, relativamente ao ano 2000, através de um enfoque acrescido na melhoria da estrutura de custos e das margens. Tanto as nossas receitas de comunicações como as receitas operacionais totais têm demonstrado um crescimento sustentado e a evolução recente do ARPU tem evidenciado uma tendência positiva de estabilização.»