Skip to main content

VoIP – Voice Over IP – Como usar a Internet para telefonar

Chamadas locais? regionais? internacionais? No futuro tudo isso fará parte do passado 🙂

A Internet pode ser utilizada para a transmissão de voz, da mesma forma que normalmente é utilizada para enviar dados. Aos vários sistemas que permitem telefonar utilizando a Internet é dada a designação VoIP (Voice over IP). Em cada um deles, as ondas sonoras são transformadas em pacotes de informação, utilizando o protocolo IP, e enviadas através da rede mundial da Internet até ao seu destino. O principal aliciante desta tecnologia é o baixo custo das chamadas (especialmente a nível internacional), comparadas com as feitas através do telefone normal. Contudo existem várias desvantagens, entre as quais a qualidade, a disponibilidade do serviço e o material necessário.

O que é o VoIP?
Vantagens e desvantagens
Os vários sistemas VoIP
Telefone normal e VoIP: quais as diferenças?
Posso usar o VoIP em Portugal?
Possibilidades e dificuldades a ultrapassar

 

O termo VoIP designa uma série de mecanismos pelos quais é possível telefonar pela internet. O princípio básico de funcionamento destes consiste no seguinte:

  • A voz é digitalizada
  • Seguidamente é transmitida através da Internet sob a forma de pacotes de dados
  • Ao atingir o seu destino, é reagrupada e reconstituída
  • O destinatário ouve de seguida a voz do emissor

Existem vários suportes para este tipo de tecnologia, que variam entre ter telefones já equipados para fazerem chamadas VoIP, computadores com “software”/”hardware” que utiliza a ligação à internet para esse propósito e “gateways”, ou centros que permitem o acesso à VoIP dentro de redes locais de telefone.

 

Em comparação com o telefone normal, os sistemas VoIP possuem as seguintes características:

Vantagens:

  • Custo reduzido das chamadas, sendo apenas necessário pagar a ligação à Internet

Desvantagens:

  • Necessidade de ambos estarem ligados à internet, à mesma hora
  • Material necessário (computador, placa de som, microfone, colunas, modem. etc.)
  • Baixa qualidade do som

 

Dentro do mundo VoIP existem uma multiplicidade de serviços. Os mais virados para o uso individual podem ser agrupados da seguinte forma:

  • “Software”. Consiste em fazer “download” de um programa, como o Microsoft Netmeeting ou o Netscape Cooltalk, sendo possível depois telefonar para uma pessoa que esteja ligada à Internet e que utilize o mesmo programa. Em alguns casos já é possível utilizá-los para ligar para um telefone normal, desde que exista uma “gateway” do outro lado que converta os sinais em voz.
  • “Hardware”. Aqui adquire-se um aparelho como o Inter-Fone ou o Aplio, que possibilita telefonar para quem também possua mesmo dispositivo. No caso do Inter-Fone, consiste num acessório que é ligado ao computador também permite fazer chamadas sem utilizar directamente o computador (telefonando para este primeiro). O Aplio já é um aparelho que dispensa ter computador, sendo apenas necessário ligá-lo à linha telefónica.
  • ITSP (Internet Telephony Service Provider). Os ITSPs são companhias similares às que fornecem ligação à internet, com a diferença que se dedicam a possibilitar chamadas via VoIP. A vantagem que oferecem é a de se poder telefonar utilizando o computador para qualquer número, não sendo necessário que exista uma ligação à internet do outro lado da linha. Aqui é o próprio ITSP que converte os dados de volta ao formato de voz e os transmite à rede fixa. Normalmente é necessário subscrever este serviço junto da companhia, sendo necessário em alguns casos fazer download de “software”. Esta alternativa é mais cara que as outras, mas ainda é mais barata que o telefone normal e oferece uma qualidade do som já mais próxima deste. Algumas companhias que oferecem este serviço são a Net2Phone, DeltaThree e Go2Call.

 

Apesar tanto o telefone tradicional como a VoIP utilizarem a mesma linha telefónica, o seu modo de funcionamento é bastante diferente. Com o telefone normal (também chamado de circuito), é estabelecida entre os dois telefones uma linha própria, a qual é usada exclusivamente para essa conversa. Isso significa que mesmo quando nenhum dos interlocutores fala, a linha continua apenas estar disponível a ambos os utilizadores.
Com a VoIP já não é ser necessário estabelecer uma ligação directa entre quem telefona e quem recebe, visto que a voz utiliza a rede de componentes da Internet para viajar até ao seu destino. Os pacotes de dados viajam utilizando quaisquer ligações entre os vários computadores que transmitem o tráfego (também chamados de “routers”) que estejam disponíveis, o que permite uma mais eficiente utilização da rede.

Posso usar o VoIP em Portugal?

Actualmente, não existe nenhum ITSP em Portugal, é possível subscrever os serviços das ITSPs baseadas no estrangeiro ou fazer “download” de software como o NetMeeting. o que permite fazer chamadas internacionais e nacionais. No caso das internacionais pode-se obter grandes reduções em custos, apesar da qualidade ainda não ser comparável à do telefone normal.

 

Apesar de existirem vários serviços nos quais já é possível telefonar utilizando a Internet, este sistema ainda não se encontra suficientemente desenvolvido para se apresentar como uma alternativa viável ao telefone normal. Uma das razões é a utilização de vários “standard” (H.323, MGCP, SIP, etc.), o que não permite a integração de todos os sistemas de VoIP.
Outro problema é a qualidade das chamadas telefónicas. A transmissão dos pacotes de dados é feita através de vários servidores, o que significa que podem haver demoras provocadas por congestionamentos da rede ou até mesmo a perda de informação. Isto tem como consequência que as voz pode chegar com atrasos ou até mesmo com pequenos lapsos em termos de integridade.
Contudo, esta tecnologia têm grandes possibilidades de desenvolvimento. Em alguns casos já é possível telefonar via VoIP sem que seja necessário que ambas as partes possuam um computador. Ao mesmo tempo, apesar da suspeição com que este serviço é visto pela maioria das operadoras telefónicas (devido a poder tirar-lhes rendimentos provenientes das chamadas internacionais), já existem companhias de serviço de telefone, cabo, ISPs (Internet Service Providers), e via rádio (“wireless”) que disponibilizam ou podem vir a fornecer este serviço. Exemplos disto são a AT&T e America On-Line. Outras operadoras telefónicas, como a Sprint, Deutsche Telecom, MCI e France Telecom, vendem cartões telefónicos que permite utilizar o VoIP.
Começa assim a surgir no estrangeiro uma tentativa de convergência entre o telefone normal e a VoIP, no sentido de ambas as tecnologias se suplantarem uma à outra. O grande desafio da tecnologia IP será neste momento conseguir fornecer a transmissão de voz, fax e vídeo de uma forma fiável e com suficiente qualidade. Uma outra possibilidade futura será a de integrar voz a páginas da Internet. permitindo que estas interajam a comandos vocais, por exemplo.