Windows Mobile já tem vírus

Duts tem por objectivo mostrar fragilidades do sistema.

«O Duts é um vírus de teste, criado para demonstrar que o Windows Mobile é vulnerável a uma infecção», afirmou Eugene Kaspersky. No entanto, «não esperamos que haja uma grande disseminação deste tipo de virus», frisou.

O especialista explica que o Duts «é incapaz de se espalhar individualmente, só infecta um pequeno número de arquivos e dá sinais da sua presença no sistema ao tentar propagar-se.

O vírus foi criado por Ratter, pseudónimo de um criador de vírus que é membro activo do grupo internacional 29ª. Este grupo é conhecido pelos seus vírus de teste e foi também responsable pela criação recente do Cabir, o primeiro para a plataforma Symbian OS.

O Duts é um vírus parasita clássico de 1520 bytes de tamanho. Pode penetrar nos dispositivos móveis via correio electrónico, Internet através da memoria RAM ou ao conectar o dispositivo a PC utilizando a tecnologia Bluetooth.

Se o utilizador seleccionar Yes, o Duts infecta todos os executáveis cujo tamanho seja superior a 4KB situados no directório principal do dispositivo.

Ao infectar, o vírus adiciona-se no final do arquivo e altera o ponto de entrada. Um campo do título vazio ficará então marcado com o texto «atar» para prevenir a re-infecção de arquivos já infectados. Mas o Duts não parece ter qualquer poder destrutivo.

As bases de dados do antivírus da Kaspersky Labs já contêm a detecção e os procedimentos de rotina para desinfecção do Duts.