Nokia 6630

Com a inclusão de 74 MB de memória e um processador veloz, associado à versatilidade da plataforma Symbian, o 6630 leva vantagem face à concorrência. Já para vídeochamada a ausência de uma câmara secundária deve ser encarada como a sua principal desvantagem…

CARACTERÍSTICAS
Ecrã : 110 x 60 x 21 mm, capaz de 65 mil cores.
Câmara : 1.23 megapixéis (resolução máxima de 1280 x 960 pixéis). Zoom 6x. Grava vídeo com som até 1 hora de extensão.
Multimédia: Polifónico a 48 tons. Inclui software Real Player e suporta os formatos vídeo .3gp, .mp4, vídeo MPEG-4, vídeo H.263 e áudio AMR, RealMedia, MP3 e AAC. Java Midp 2. Formatos de imagem JPEG, GIF87a/89a, EXIF, WBMP, BMP, MBM, PNG.
Messaging : SMS, MMS, cliente de email, IM, com browser multimodos WAP 2.0 XHTML/HTML.
Conectividade: Bluetooth e USB 2 mediante cabo incluído.
Redes : Tribanda GSM (900/1800/1900), UMTS, Edge e GPRS (classe 10).
Memória: 10 MB internos + cartão RS-MMC de 64 MB (incluído).
Bateria : BL-5C 900 mAh, Iões de Lítio Reclama até 3 horas em conversação e a té 11 dias em espera.

O melhor : Memória, software, versatilidade multimédia, velocidade de processamento.
O pior: Posição fixa da única câmara dificulta a vídeochamada; ecrã a 65 mil cores ao invés de 252 mil.
Conclusão: Tribanda GSM, com EDGE, GRPS e WCDMA é uma boa aposta para viajantes frequentes, carentes de um ponto de acesso rápido à Internet. A expansibilidade, mormente via bluetooth, é, dado o sistema operativo, potencialmente maior do que a dos concorrentes.

O 6630 representa um esforço assinalável da Nokia para se manter na vanguarda da terceira geração. Para tal conta com a versatilidade do sistema operativo, impulsionado pela série 60 da Symbian, na qual a marca parece apostar cada vez mais, uma memória generosa, uma única mas boa câmara agregada e software para dela retirar o máximo partido, entre outras características. Vejamo-lo em detalhe.

 

 

 

Desenho & Ergonomia

 

Com 127 gramas de peso, o telefone é relativamente pesado por comparação com muitos modelos GPRS, mas ainda assim representa um compromisso razoável face a outros terminais 3G (o SonyEricsson V800, por exemplo, anteriormente revisto aqui no Telemoveis.com, ostenta um peso de 128 gramas; o SGH-107 da Samsung 120 gramas).

A sua aparência, com uma base em semicírculo, aproxima-se da do antigo 3650. Proporciona uma pega agradável, ainda que hipoteticamente bojuda para mãos mais pequenas e delicadas.

As teclas prateadas, bastante stylish , introduzem um elemento de distinção, sendo agradáveis ao tacto.

Capaz de reproduzir 65 mil cores, o ecrã, com uma resolução de 176 por 208 pixéis, destaca-se pelos seus elevados níveis de luminosidade e contraste. Permite exibir até oito linhas de texto em simultâneo.

Na metade posterior, a lente da câmara é protegida passivamente por um anel de borracha saliente, em cor negra, que evita a abrasão com o telefone pousado.

De resto, o modelo é de uma forma geral robusto, sendo de assinalar também a protecção lateral à ranhura do cartão de memória RS-MMC, do qual é fornecido um exemplar com o telefone, com a capacidade de 64 MB.

 

 

 

Funcionalidades

 

Servido por um processador de 220 Mhz, o 6630 é um telefone manifestamente veloz em termos da navegação entre menus e da sua operação global. Para além das comuns funções de organizador dos contactos e compromissos pessoais, incluindo calendário e calculadora, o telefone, à semelhança do 6670, vem com software Quickoffice para a edição de documentos e a visualização de anexos de e-mail.

As possibilidades de videostreaming, mormente para vídeochamada, são apenas prejudicadas pelo facto de o terminal incluir apenas uma câmara, não orientável, que o torno pouco prático (é impossível estar simultaneamente a ver o rosto de quem chama no ecrã da frente e a mostrar o próprio rosto, com a câmara, situada atrás).

Uma forma de contornar a questão é a aquisição do acessório PT-8, uma espécie de berço, com uma câmara embutida; o que se funciona bem numa secretária, e no escritório/em casa, é pouco prático fora dele, tanto mais que o seu funcionamento requer a ligação a uma tomada eléctrica.

 

De resto, mediante a conexão sem fios bluetooth é possível utilizar o 6630 como modem, para acesso a partir de um portátil, PDA ou mesmo computador de secretária, à Internet, com a facilidade da banda acrescida da terceira geração e velocidades de descarga próximas dos 40 KB/seg.

Acresce que o 6630 é o primeiro telefone WCDMA com suporte adicional EDGE, o que reforça esta sua mesma vocação como ponto de acesso à banda larga em Internet sem fios.

A nível da conectividade, a ausência porta de infra-vermelhos é compensada pela inclusão de um cabo USB para transferência de dados.

Leg.: Animações de capturas de algumas das diversas funcionalidades do Nokia 6630.

 

Câmara & Multimédia

 

Com uma câmara de 1.23 megapixéis (zoom até 6x, resolução máxima de 1280 x 960 pixéis), baseada num sensor CMOS, a qualidade das capturas de imagem obtidas é bastante boa; sendo o seu usufruto reforçado pela possibilidade de gravação de vídeo (nas resoluções 174 x 144 pixéis ou 128 x 96 pixels) com duração até 1 hora, incluindo som.

Para esse efeito, o telefone incorpora ainda um editor de vídeo com o qual se podem realizar efeitos/montagens de relativa complexidade (ver um exemplo na captura de ecrã animada).

Para além de tocar MP3 (que podem ser usados como toque de chamada), a versão do RealPlayer Mobile instalada, também faculta a leitura de ficheiros em formato AAC. Ouvir música com os auriculares estéreo incluídos é assim agradável q.b. (outros formatos suportados incluem o .3gp, .mp4, vídeo MPEG-4, vídeo H.263 e áudio AMR e RealMedia).

No plano da memória, a relativa frugalidade dos 10 MB internos é complementada, já o notámos, com a oferta de um cartão RS-MMC de 64MB (é possível trocar de cartão sem necessidade de reiniciar o telefone para o ver aceite).

Clique para ver no tamanho original...
Clique para ver no tamanho original...
Clique para ver no tamanho original...
Clique para ver no tamanho original...

Leg.: Em cima exemplos de fotos tiradas do mesmo local nos modos VGA (à esquerda) e na resolução máxima, à direita. Clique nas imagens para as ver no tamanho original.

 

Clique para ver no tamanho original...
Clique para ver no tamanho original...

Leg.: Supra, exemplo de aplicação de zoom digital. Clique nas imagens para as ver no tamanho original.

 

Clique para ver no tamanho original...
Clique para ver no tamanho original...
Clique para ver no tamanho original...
Clique para ver no tamanho original...
Leg.: Em cima, várias fotos tiradas com o Nokia 6630. O resultado é globalmente bastante bom. Clique nas imagens para as ver no seu tamanho original, conforme produzidas pelo telefone.

 

 

 

Bateria & Acessórios

 

Para a bateria BL-5C 900 mAh, de iões de lítio, o fabricante reclama at é 3 horas em conversação e até 11 dias em espera. Com a utilização intensa do bluetooth, das funções de videostreaming e ou do 3G, o utilizador deve no entanto esperar ver os valores indicativos apreciavelmente reduzidos; questão que se coloca aliás com todos os modelos 3G que temos vindo a testar.

 

Conclusão

 

Com a inclusão de 74 MB de memória (10 MB internos + 64 no cartão incluído contra, por exemplo, os 7 + 32 MB do Sony Ericsson V800) e um processador veloz associado à superior versatilidade da plataforma Symbian, o 6630 leva vantagem face à concorrência. Já a ausência de uma câmara secundária deve ser encarada como a sua principal desvantagem, especialmente para quem esteja interessado na vídeochamada.

Por preços equivalentes face aos demais modelos 3G (em regra apenas ligeiramente mais caro), a opção pelo 6630 deve ser ponderado em função da utilidade que se lhe pretenda dar, sendo ainda outro factor a ter em consideração a inferior reprodução de cores (65 mil contra 250 mil seja do V800, seja por exemplo do Samsung SGH-Z107) do seu ecrã, embora, no cômputo global, este nos deixe bastante satisfeitos pelos seus bons luminosidade e contraste.

Quem entenda a vídeochamada como função desprezível, seja um viajante frequente e ou prefira uma certa flexibilidade/«expansibilidade» na utilização a dar ao telefone (por exemplo, tendo em vista acoplá-lo a um sistema de GPS por bluetooth para utilização de software de navegação, como o TomTom Mobile) terá nele provavelmente a sua melhor opção.