Nokia 7260

O desenho fashion e um conjunto de funcionalidades (boa alta-voz, rádio FM, agilidade do software, organizador completo…) deverão agradar à generalidade dos utilizadores, tendo como reverso da moeda a falta de funcionalidades da câmara e a ausência de bluetooth…

 

Ecrã : Resolução de 128 por 128 pixéis, capaz de 65.536 cores
Dimensões : 105 x 45 x 18 mm, 72 cm3 de volume e 92 gramas de peso.
Câmara(s) : Resolução VGA (640×480 pixéis), grava pequenos clipes de vídeo.
Multimédia : Inclui sintonizador de rádio FM, toques Midi, polifónico a 16 tons.
Java: Midp 2. Diversas aplicações incluídas.
Messaging : Browser XHTML, SMS, MMS e e-mail
Conectividade : Interface Pop-Port, irDA
Memória : Aprox. 2,6 MB (galeria) + 1 MB (aplicações Java)
Redes: Tribanda GSM 900/1800/1900. HSCSD e EGPRS e GPRS
Acessórios incluídos : Correia de transporte e auriculares
Bateria : BL-5B, 760 mAh. Reclama até 3 horas em conversação e até 350 em espera.

O melhor: Rádio FM. Design cativante. Fidelidade de cores da câmara. Inclui Edge.
O pior: Ausência de bluetooth. Câmara sem Zoom. Memória comparativamente espartana.
Conclusão: Boa opção; excelente para o segmento dos adeptos do estilo.

O 7260, integra o conjunto de três modelos da série fashion da Nokia, sendo os outros dois o peculiar 7280 (ver o review na secção «críticas» do Telemoveis.com) e o clamshell 7270 (a rever de seguida).

Tal como os seus dois irmãos, o seu desenho é inspirado no estilo Art Deco, incorporando uma combinação particularmente feliz dos tons ora negro ora pérola e prata com os quais contrasta uma faixa lateral em vermelho vivo. Trata-se, no puro plano da aparência, de um modelo belíssimo, que cativa o olho.

Quanto ao resto, o terminal vem com o software da série 40, uma câmara VGA que compensa a falta de funcionalidades com uma fidelidade de cores apreciável e, por definição, com uma porta de comunicação por infra-vermelhos. Acresce ainda a utilidade de um rádio FM e um software de resposta ágil.

No conjunto trata-se de uma opção muito interessante. Vejamo-lo em maior detalhe.

 

Desenho & Ergonomia

 

O 7260 tem a forma de um clássico monobloco Nokia, comungando uma forma rectangular, com dois cantos opostos arredondados, inaugurada com o 7610 e prosseguida ainda com o 6670, ainda que, nestes dois, os arredondados residam do lado oposto.


 

A sua especificidade reside no contraste logrado pelas formas geométricas onduladas prateadas/cromadas que se destacam do corpo negro (alternativamente existe um modelo com base clara – ver fotos – que por qualquer razão é menos comum nos pontos de venda). Na metade posterior este efeito estende-se ao contorno da câmara, englobando ainda as teclas (excepção feita às duas, imediatamente abaixo do ecrã, para selecção dos menus, estas no tom base), o joystick e o contorno em torno do ecrã (ver fotos).

 Como terceiro elemento de cor surge um vermelho vivo, tanto na faixa lateral como a nível da retroiluminação das teclas (sobre esta, ver as fotos à direita).

Coerentemente, os diversos temas disponibilizados com o modelo (cerca de 300 KB deles, num total de cinco, podendo o utilizador posteriormente proceder à importação de mais) assumem uma propensão para as formas geométricas, com gradientes esbatidos, em que o cinzento e o vermelho pontificam, em fundo, com irrepreensível bom gosto.

O escalonamento das teclas alfanuméricas é bom, sendo igualmente eficiente o uso do joystick, que evita o excesso de sensibilidade, requerendo um mínimo de firmeza na pressão.

 Lateralmente o telefone inclui uma tecla vermelha, dúplice, que normalmente serve para regular o volume mas que, uma vez premida durante algum tempo, serve de atalho para activação da função de marcação por voz.

No topo superior existe um botão para ligar/desligar.

A originalidade do desenho é finalmente complementada pela marca com a oferta padrão de uma correia de transporte (negra por fora, vermelha na face interior) e pelo carregador, comum aos três modelos fashion, que tem a particularidade de permitir enrolar o fio no seu interior, protegendo-o, a ponto de passar oculto, sobre uma aba de borracha flexível.

 

Redes & Conectividade

 

O 7260 é um modelo GSM tribanda com boa captação. Para além do GPRS disponibiliza a tecnologia de banda acrescida EDGE.

A nível da conectividade inclui uma porta de infra-vermelhos. Infelizmente, tal como no caso do 7270 (e ao contrário do 7280), o bluetooth não faz parte das suas possibilidades nativas, estando disponível, para esse efeito, um acessório adicional que se pode adquirir e encaixa na interface pop-port, mormente para uso com auriculares sem fios. A desvantagem de uso, porém, dada a sua saliência, é óbvia.

 

 

Multimédia

 

Polifónico a 16 tons, o 7260 suporta melodias em formato midi (cerca de 30 incluídas de origem), vivendo a tecnologia de alta-voz de um pequeno mas eficiente altifalante lateral, útil também para ouvir rádio.

Sobre este último, o sintonizador FM incluído (carece de ter os auriculares ligados, usados como antena) permite gravar até 20 estações pré-definidas (por sintonização automática ou manual), com o respectivo nome. Para beneficiar do estéreo torna-se necessário ouvir nos auriculares, porém, em alta-voz, o efeito é audível q.b.

Sobre as possibilidades multimédia, é de notar que a câmara grava vídeo, podendo o utilizador escolher se com se sem som, com uma duração pré-definida, ou com o máximo permitido.

O gravador de som incluído permite registar até 5 minutos de áudio no formato .amr.

A câmara permite tirar fotos nos modos «standard» (640×480), «retrato» (tamanho reduzido para MMS), «noite» (mesmo que o primeiro mas com luminosidade acrescida), com qualidades «alta», «normal» e «baixa».

Leg: Exemplos de fotos tiradas com a câmara do Nokia 7260. Clique nas imagens para as ver no seu tamanho original.

 

Software & Personalização

 

Conforme já notado o software que propulsiona o modelo assenta na série 40 da Nokia, versão 2,  permitindo nomeadamente alternar o modo de visualização dos menus entre os modos «lista» e «grelha». A diferença entre os dois é que, enquanto na primeira, no menu inicial, os diversos itens (num total de dez: Mensagens, Registo de Chamadas, Contactos, Definições, Galeria, Média, Organizador, Aplicações, Serviços WAP e Serviços do Operador) surgem um a um, num tamanho de letra acrescido, no segundo, eles aparecem lado a lado, todos ao mesmo tempo.

É de saudar a inclusão de uma útil funcionalidade de ajuda (também pode ser, a critério do utilizador, desactivada) que faz com que, uma vez seleccionada dada função, ao fim de algum tempo, ser mostrado um ecrã de ajuda que explica em que é que esta consiste.

Dotado como seria de esperar de tecnologia Java, o software oferecido de origem tem a  particularidade de contemplar um conjunto de aplicações, agrupadas sob a designação «Recolha» que incluem, em fidelidade ao conceito fashion, um «Size Converter» (conversor dos tamanhos de roupa, entre os diversos sistema de medida), um útil «Tradutor» (com uma base das palavras mais usadas em espanhol, inglês, alemão e italiano), um conversor de unidades de medida de temperatura e um «World Clock» (com uma base de dados a que se acede mediante sugestivo interface gráfico, das diversas zonas horárias a nível mundial).

As demais aplicações incluídas no telefone contemplam uma «Carteira», protegida mediante palavra passe, para guardar os diversos códigos pessoais, calculadora, temporizador e cronómetro.

Dois jogos estão incluídos: o Glamour Pinball (versão para telemóvel do jogo de máquina) e o Backgammon (versão do Gamão, jogo de tabuleiro).

 O Organizador (entre 100 e 250 entradas, dependendo da dimensão do seu detalge) inclui um relógio alarme, agenda, lista de afazeres e notas. A sincronização é possível via irDa, usando o conhecido Nokia PC Suite.

É possível associar até 10 itens de marcação por voz a contactos e até 100 fotos.

Inútil é mencionar que as possibilidades de messaging incluem o SMS, o MMS, mensagens Flash e a composição de e-mail (sem anexos).

Quanto à memória disponível, para aplicações, esta parece rondar a casa do 1 MB; a que acrescem cerca de 2,6 MB para a «Galeria» (imagens, sons e temas), permitindo-se ainda gravar até 1000 contactos na agenda.

 As possibilidades de personalização do telefone, tanto a nível do aspecto gráfico como do seu comportamento são vastas. Já mencionamos os cinco temas disponíveis, convém dizer que o utilizador podem também combiná-los com oito esquemas de cores, bem como alternar, individualmente, os papéis de paredes e protectores de tela usados.

O bloqueio automático das teclas pode ser definido tanto para ser executado manualmente como automaticamente ao fim de x tempo; o comportamento da tecla de atalho de selecção da direita pode ser configurado bem como as opções disponíveis na tecla «Ir Para» (da esquerda)

 

Bateria & Acessórios

 

A bateria é uma BL-5B de760 mAh, com química de iões de lítio e tempos de espera reclamados pelo fabricante até 350 horas, 3 em conversação.

Não dura tanto como a particularmente generosa BL-4C do 7270 (esta também mais volumosa) mas é ainda assim satisfatória, com tempos práticos de operação próximos da hora em conversação e até 5 dias em espera; recarregando em cerca de hora e meia.

O conjunto de acessórios opcionais é o que seria de esperar, desde o cabo para ligação de dados, ao kit de viatura, passando pelos menos comum para «imagewear». Como nota particular registe-se a disponibilidade das bolsas de transporte em material têxtil (ver fotos).

 

Conclusão

 

Tudo ponderado o Nokia 7260 merece uma indicação de compra positiva. O carácter distintivo do desenho e um conjunto satisfatório de funcionalidades (boa alta-voz, rádio FM, agilidade do software, organizador capaz.) revelam-se capazes de agradar à generalidade dos utilizadores, tendo como reverso da moeda as limitações da câmara (resta a cada um perguntar-se a real utilidade que encontra – ou não -, noutros modelos, para a aplicação de efeitos e molduras quixotescos e bem assim de zooms digitais de qualidade em norma questionável) e a ausência de bluetooth.